Loading...

terça-feira, 2 de março de 2010

AS TRÊS UNÇÕES (Pastor Medeiros)


1. UNÇÃO PROFÉTICA (Lc. 9.2).
2. UNÇÃO SACERDOTAL (1Pe. 2.5-9)
3. UNÇÃO REAL (Lc. 10.19).


1. UNÇÃO PROFÉTICA: A unção profética todo cristão tem. O dom profético somente pessoas dotadas para esse fim, o tem. Um é diferente do outro. Quem tem o dom profético é profeta. Agabo, por exemplo, (At.21.10,11).

Na unção profética, as palavras são pronunciadas, por meio de uma fé viva na palavra de Deus, unção que todos os escolhidos têm, mas nem todos sabem disso.

No dom profético, as palavras são pronunciadas por meio de revelações vindas do Espírito de Deus, revelações, que nunca contrastam a Palavra de Deus.

2. UNÇÃO SACERDOTAL: A unção sacerdotal nos permite livre acesso ao Santo dos santos. Podemos oferecer sacrifícios vivos a Deus a qualquer momento. Ingressamos-nos no Santo dos santos, pedimos perdão pelos nossos pecados e pelos pecados dos outros, coisa que era permitido somente ao sacerdote. Como recebemos essa unção, não corremos mais o risco de sermos fulminados.

3. UNÇÃO REAL: A unção real dá ao crente em Jesus, autoridade e ousadia contra todo tipo de mal। Tanto para repreender de si mesmo os incômodos do dia a dia, como para ajudar as pessoas, libertando-as e curando-as em nome de Jesus। Essa unção torna o crente ousado e consequentemente usado para o serviço cristão। A maioria dos cristãos deixaram essas três unções de lado, para exercerem uma unção não permitida por Deus, que é de julgar as pessoas, ou seja, de Juiz। Usar esta unção é usurpar algo de alguém। Isso compete a Deus e não a nós। Fazer uso desta unção é usurpação, pois ela é exclusiva de Deus, e não foi distribuída aos seus servos.

a) Deus nos dá a unção do Profeta, para vermos o impossível acontecer।

b) Ele nos dá a unção do Rei, para termos autoridade e poder para realizar a sua obra।

c) Ele nos dá a unção sacerdotal, para sermos puros, interceder pelas nações e ter comunhão direta com Ele।

No Antigo Testamento, a unção era feita com óleo, no Novo Testamento a unção é traduzida como “O Espírito Santo vindo sobre uma pessoa”. Você pode receber hoje as três unções em sua vida, pois assim diz a palavra de Deus. Basta você crer.

TEXTOS QUE CONFIRMAM A UNÇÃO

I Pe 2:5 - Vós também, como pedras vivas, sois edificados casa espiritual e sacerdócio santo, para oferecer sacrifícios espirituais agradáveis a Deus por Jesus Cristo.

Ap 5: 10 - E para o nosso Deus os fizeste reis e sacerdotes; e eles reinarão sobre a terra.

Ap 1: 6 - E nos fez reis e sacerdotes para Deus e seu Pai; a ele glória e poder para todo o sempre. Amém.

Ap 11: 18 - E iraram-se as nações, e veio a tua ira, e o tempo dos mortos, para que sejam julgados, e o tempo de dares o galardão aos profetas, teus servos, e aos santos, e aos que temem o teu nome, a pequenos e a grandes, e o tempo de destruíres os que destroem a terra.

Ef 4: 11 - E ele mesmo deu uns para apóstolos, e outros para profetas, e outros para evangelistas, e outros para pastores e doutores.

Nós exercemos direitos proféticos, sacerdotais e reais.

Moisés foi usado por Deus para libertar o seu povo do Egito, função de um Rei em batalha. Em seguida entregou-lhe a lei para governar sobre o povo. Deus falava diretamente com Moisés, característica de um profeta (Ex.19.3), Moisés era um profundo intercessor pelo povo, característica de um sacerdote, embora Arão era o sacerdote oficial da nação.

Como Sacerdote; precisamos interceder e representar o povo em oração. Precisamos exortar, repreender e consolar como Profeta e governar este mundo espiritual, como Rei.

Samuel parece ser o ultimo recebedor desta tríplice unção. Durante 1.000 anos de Melquisedeque a Samuel, Deus havia colocado esta unção sobre os homens para fornecer a liderança para o seu povo escolhido, mas através da desobediência, o povo clama por um rei e a nação começa a cair. Mas com a predição da vinda de Jesus a tripla unção é restaurada (Js. 32.1,2; Is. 9.6; Sl. 110.2-4).

Jesus transferiu a tripla unção a todos que se submetem ao seu discipulado (Jo. 15.14,15). Não há razão para a transferência desta unção para aqueles que não desejam exercer sua função para a Glória de Deus e ajuda no seu reino.

1. O Senhor deu virtude e poder (Lc. 9.1). Unção de Rei.

2. Os enviou a pregar (Lc. 9.2), Unção de Profeta. Anunciamos que Jesus salva, batiza no Espírito Santo, cura... e que um dia voltará...características de profeta.

3. Salvo se nós próprios formos comprar (Lc. 9.13), Unção de Sacerdote, intercessor.

SAIBA MAIS: No sentido espiritual, não existe, matadores de profetas. Ninguém mata um profeta, morrem apenas os supostos profetas, porque o verdadeiro profeta, Deus trata dele na intimidade, e quando esse não esta bem, Deus envia o seu anjo, para levantá-lo, porque o verdadeiro profeta conhece a voz verdadeira de Deus, e não se deixa morrer ou intimidar pela voz do homem. Nenhum ministério mata profeta. O verdadeiro profeta aprende a viver em obediência e debaixo da hierarquia da igreja. Morre quanto é suposto profeta e não esta disposto a obedecer aos princípios de Deus, e aos ensinamentos da Igreja.

Um comentário:

  1. Precisamos cair na Real, não nascemos do excremento. Somos criação de uma mente perversa e sem escrúpulo, basta ver o potencial de maldade que foi depositado dentro de nós. Este criador, nos criou com apenas uma intenção provar ao seu Criador, que era capaz. Exatamente pelo mesmo motivo que construímos nossas coisas, buscamos reconhecimento. Mas tem um agravante, este criador perverso, está defendendo uma causa jurídica pessoal, frente a uma corte celestial. Ele alega que foi injustiçado pelo amor daquele que o criou. E está nos usando para contar sua versão dos fatos. Acontece que infelizmente Ismael (Árabes e Isaque Israel), são seus principais atores. A mensagem é clara o filho primogênito, Ismael (Representante de Jeová Criador da Matéria), foi desconsiderado diante da comunidade celestial por um erro de seu pai. E o filho Isaque (Jesus a plenitude do amor do Altíssimo) foi por isso odiado por seu irmão Jeová, que o matou em seus sentimentos. Como conseqüência houve uma batalha no céu, os seguidores de Jeová, batalharam contra os seguidores de Jesus. Dessa batalha espiritual, dois terços do céu permaneceu fiel a Jesus, e um terço veio para as trevas exteriores com Jeová. Deu-se assim o universo físico que conhecemos. Um falso mundo que está rapidamente se extinguindo na imensidão de trevas. A audiência está marcada é o juízo final. Jeová apresentará os acontecimentos em seu mundo perecível, como prova da sua inocência. Esses acontecimentos formam a história sagrada dos povos que descendem de Abraão. Na última cena desse drama, está a batalha pela primogenitura, realizada pelos descendentes de Ismael, contra os descendentes de Isaque. No último momento dessa batalha a humanidade será julgada pelo seu criador. Infelizmente, de acordo com Jesus Cristo em João capítulo 16, Jeová, foi vencido em seus argumentos em seu próprio drama. Porque Jesus preferiu morrer a romper com o amor ao Pai Celestial, e demonstrou que amava seus semelhantes acima de sua vida. Com isso, Jeová Lúcifer, perdeu sua causa e admitiu sua derrota. E como auto sentença, permanecerá nas trevas exteriores com dois terços dos seres humanos que não conseguiram repetir o feito de Jesus Cristo. Enquanto um terço compreenderá. E seguirá novamente para glória com Deus. Para a dimensão que não conhecemos, mas que se abrirá em breve para que todos possamos visualizar, após a batalha final e o juízo final, quando Jesus nos receberá nas nuvens de forma triunfante (Mateus cap. 24). Por coincidência esse um terço que está retornando são os mesmos que saíram do céu com Jeová Lúcifer. E os dois terços que nas trevas exteriores ficarão com Jeová, são seus, criados a partir de seu ser, os quais não conhecem o pleno amor de Deus em Jesus Cristo nosso salvador e libertador. Eu vou, você não vai?
    Portanto, eis os avisos que Jesus tem nos dado: Quem mora em edifício, exija meio de fuga rápido. Porque até o momento final, não ficará um edifício de pé. Porém será progressivo o problema. Quem mora perto de praia, progressivamente o mar tomará todas as áreas baixas e a seu nível. Haverão tufões, furacões, maremotos e todo tipo de coisas horríveis, que acontecerão progressivamente. Quem mora nas terras elevadas serão visitado por raios, chuva de pedra, vendavais e coisas terríveis dessa natureza. Tudo que Jeová já praticou antes e foi relatado nas Sagradas Escrituras, agora será em escala universal. Quanto as guerras, infelizmente, progressivamente iremos ao dilúvio de fogo. Pedimos que visitem nosso blog e nossas páginas para que possam compreender tudo que aqui está escrito. Clique em Martins111.

    ResponderExcluir