Loading...

quinta-feira, 25 de agosto de 2011

SINAIS DOS TEMPOS

SINAIS DOS TEMPOS

1. A FORMAÇÃO DO ESTADO DE ISRAEL EM 1948

Vocês já notaram como Israel e toda a região da Palestina têm estado todos os dias nos noticiários mundiais? Israel hoje possui cerca de 7 milhões de habitantes. Para efeito de comparação: A grande São Paulo possui 20 milhões de habitantes. A Grande Cidade do México possui cerca de 33 milhões. E você muito raramente vê São Paulo ou Cidade do México nos destaques principais dos noticiários. Mas Israel funciona há tempos como um termômetro do mundo. Quando a região está em paz, o mundo fica em paz. Quando a região está em conflito, o mundo inteiro é afetado colateralmente por isso. Por que então os conflitos de Israel merecem tanto destaque? Simplesmente, porque o Espírito Santo de Deus, por intermédio do profeta Zacarias, já havia estabelecido que isso aconteceria nos finais dos tempos:

Zacarias 12:2-3

“Eis que eu farei de Jerusalém um cálice de tontear para todos os povos em redor e também para Judá, durante o sítio contra Jerusalém. Naquele dia, farei de Jerusalém uma pedra pesada para todos os povos; todos os que a erguerem se ferirão gravemente; e, contra ela, se ajuntarão todas as nações da terra.”

A “pedra pesada” assim referida é sentida por todos os povos que estão em conflito com Israel. Os conflitos que vemos hoje entre os árabes (palestinos) e judeus são também frutos dessa profecia.

O profeta Ezequiel previu que o povo judeu iria restabelecer seu território no fim dos tempos. Vejamos Ezequiel 37:1-14:

“Veio sobre mim a mão do Senhor; e ele me levou no Espírito do Senhor, e me pôs no meio do vale que estava cheio de ossos; e me fez andar ao redor deles. E eis que eram muito numerosos sobre a face do vale; e eis que estavam sequíssimos. Ele me perguntou: Filho do homem, poderão viver estes ossos? Respondi: Senhor Deus, tu o sabes. Então me disse: Profetiza sobre estes ossos, e dize-lhes: Ossos secos, ouvi a palavra do Senhor. Assim diz o Senhor Deus a estes ossos: Eis que vou fazer entrar em vós o fôlego da vida, e vivereis. E porei nervos sobre vós, e farei crescer carne sobre vós, e sobre vos estenderei pele, e porei em vós o fôlego da vida, e vivereis. Então sabereis que eu sou o Senhor. Profetizei, pois, como se me deu ordem. Ora enquanto eu profetizava, houve um ruído; e eis que se fez um rebuliço, e os ossos se achegaram, osso ao seu osso. E olhei, e eis que vieram nervos sobre eles, e cresceu a carne, e estendeu-se a pele sobre eles por cima; mas não havia neles fôlego. Então ele me disse: Profetiza ao fôlego da vida, profetiza, ó filho do homem, e dize ao fôlego da vida: Assim diz o Senhor Deus: Vem dos quatro ventos, ó fôlego da vida, e assopra sobre estes mortos, para que vivam. Profetizei, pois, como ele me ordenara; então o fôlego da vida entrou neles e viveram, e se puseram em pé, um exército grande em extremo. Então me disse: Filho do homem, estes ossos são toda a casa de Israel. Eis que eles dizem: Os nossos ossos secaram-se, e pereceu a nossa esperança; estamos de todo cortados. Portanto profetiza, e dize-lhes: Assim diz o Senhor Deus: Eis que eu vos abrirei as vossas sepulturas, sim, das vossas sepulturas vos farei sair, ó povo meu, e vos trarei à terra de Israel. E quando eu vos abrir as sepulturas, e delas vos fizer sair, ó povo meu, sabereis que eu sou o Senhor. E porei em vós o meu Espírito, e vivereis, e vos porei na vossa terra; e sabereis que eu, o Senhor, o falei e o cumpri, diz o Senhor.”

A profecia do vale dos ossos secos também nos diz muito espiritualmente. Mas a essência desta profecia foi justamente mostrar que o povo judeu retornaria dos países em que viviam para novamente formar sua nação.

Desde que os judeus foram expulsos de Israel pelos romanos em 70 d.C, eles jamais regressaram até 1948. O Estado de Israel foi oficialmente idealizado depois que o cientista Chaim Weizmann, durante a Primeira Guerra Mundial, inventou uma tecnologia para se produzir pólvora rapidamente para a Inglaterra. Isto foi a chave para a Inglaterra vencer seus inimigos.

Como gratidão a Chaim, os ingleses decidiram recompensá-lo com o que ele quisesse pedir. Porém, Chaim pediu aos ingleses para negociarem com os outros países vencedores da Primeira Guerra a volta dos judeus à região da Palestina. Foi então criado o primeiro tratado da criação do Estado de Israel, chamado de Declaração de Balfour, que se concluiu em 1948, quando então David Ben-Gurion, judeu nascido na Polônia em 1886, fundou oficialmente o país Israel, sendo seu primeiro ministro. Hoje, o aeroporto internacional de Tel Aviv leva o nome de Ben-Gurion. Basta verificarmos com mais atenção os versículos 11 a 14, para concluirmos que foi exatamente o que aconteceu em 1948.

2. AUMENTO DE VIAGENS E PROGRESSO DA CIÊNCIA

Outro sinal muito importante dos finais dos tempos foi revelado pelo Espírito Santo ao profeta Daniel:

Daniel 12:4

"E tu, Daniel, encerra estas palavras e sela este livro, até ao fim do tempo; [então] muitos correrão de uma parte para outra [por conta da Palavra], e o conhecimento [assim como os propósitos de Deus foi revelado pelos profetas] se multiplicará."

Daniel profetizou dois eventos importantes. O primeiro evento ele classifica como sendo que muitos correrão de uma parte para outra. Essa profecia se cumpre nos dias de hoje com os aumentos de viagens que as pessoas realizam a qualquer lugar do mundo todos os dias, seja de avião, de navio, de carro etc. Estima-se que milhões de pessoas estão em trânsito diariamente ao redor do mundo.

Jamais houve um número tão grande de pessoas viajando por toda parte como nos últimos 30 anos. Existem aeroportos, como o caso de Congonhas, atingindo o seu limite máximo de vôos para atender a grande demanda de passageiros para os mais diversos locais do Brasil. Da mesma maneira, esse é um problema na maioria dos aeroportos nos grandes centros populacionais.

No século XX, o homem também viajou ao espaço, foi para a Lua e promete ir à Marte até 2020. Vôos não tripulados, como é o caso da sonda espacial Opportunity da Nasa, já chegaram a Marte em 2003, transmitindo imagens em tempo real de lá. Existe uma estimativa de que o homem pise em Marte até 2020.

No segundo evento, Daniel afirma que o conhecimento se multiplicará. Somente no século XX ocorreu uma grande explosão em avanços tecnológicos em todas as áreas. Indústrias, produções em série, eletrônica, computadores, celulares entraram na vida de praticamente toda a população do planeta. Além da genética, transgenia, clonagem, usadas nas áreas biológicas. O ser humano passou a dominar tecnologicamente praticamente todas as áreas. Hoje é possível se fazer uma cirurgia da criança ainda na barriga da mãe.

E a mesma explosão continuou nos anos 90 e no século XXI, na nossa chamada “era da informação”, onde tudo é virtual, inclusive o dinheiro, por meio de cartões de crédito, débito etc. Você já percebeu que o papel-dinheiro está deixando de existir gradualmente? Os computadores, cada vez mais sofisticados e menores, invadiram todos os locais. Sem eles, não é mais possível gerenciar qualquer coisa na face da terra. Veremos, mais adiante, que essa mesma tecnologia que temos hoje e profetizada por Daniel há 2500 anos, torna viável hoje a marca da besta.

3. O SINAL DO ENGANO

Em Mateus 24, Jesus nos alerta várias vezes que o fim dos tempos será repleto de ENGANOS:

"E Jesus, respondendo, disse-lhes: Acautelai-vos, que ninguém vos engane [enganando-vos e levando-vos ao erro];" (24.4)

"Porque muitos virão [apropriando-se da força de meu nome e] em meu nome, dizendo: Eu sou o Cristo; e enganarão a muitos." (24.5)

"Então, se alguém vos disser: Eis que o Cristo (o Messias) está aqui, ou ali, não lhe deis crédito;" (24.23)

"Porque surgirão falsos cristos e falsos profetas, e farão tão grandes sinais e prodígios que, se possível fora, enganariam até os escolhidos (os eleitos de Deus)." (24.24)

"Portanto, se vos disserem: Eis que ele está no deserto, não saiais. Eis que ele está no interior da casa; não acrediteis." (24.26)

Estamos, hoje, vivenciando exatamente o que Jesus já havia dito há 2000 anos. O engano pode ser comparado a um vírus que entra em uma verdade e a contamina. No evangelho não é diferente, quando contaminado. Jesus diz várias vezes em Mateus 24 que muitos que se farão passar por Ele pregando um falso evangelho e enganando muitos, desviando-os da verdade. Ao longo do século XX, temos visto vários exemplos do engano profetizado por Jesus.
Em 1978, na Guiana Francesa, Jim Jones cometeu um suicídio coletivo de 800 pessoas, induzidas a uma falsa pregação do evangelho. O mesmo fato se repete depois com David Koresh e seus davidianos, em Waco, Califórnia, EUA, em 1993 e em 1997, com o grupo Porta do Céu, no Texas, EUA.

Deus nos adverte em Mateus 10.28 que o perigo são aqueles que podem matar a alma, não o corpo. “Matar a alma” significa a morte eterna da alma, que acontece quando alguém morre sem aceitar ao Deus verdadeiro e a Jesus Cristo seu Filho, nosso Senhor e Salvador. Se a pessoa morre nestas condições, sua alma estará eternamente separada de Deus, no inferno.

Mateus 10.28

"E não temais os que matam o corpo e não podem matar a alma; temei antes aquele que pode fazer perecer no inferno a alma e o corpo."

Muitos têm misturado o evangelho com outras doutrinas totalmente pagãs, totalmente demoníacas (sincretismo). Segundo Eugene Nida, sincretismo é a tentativa do homem de acomodar duas ou mais religiões, duas ou mais idéias e filosofias religiosas para formar uma terceira, com elementos presentes da primeira.

Temos exemplos clássicos, como a Nova Era, culto aos OVNI, a umbanda, o espiritismo etc. Todas estas doutrinas também fazem uso da Bíblia, porém jamais revelam o Deus verdadeiro e triuno (Pai, Filho e Espírito Santo). Distorcem a Palavra e provocam o engano a todos que as seguem.

Satanás, ao longo da história, sempre usou da estratégia da contaminação para afastar o ser humano de Deus e da verdade em Jesus Cristo. As técnicas atuais de contaminação espiritual são bem complexas e eficazes, infelizmente, como por exemplo: Músicas com temas satânicos, Jogos de videogame violentos, Jogos de RPG, Filmes com temáticas anticristãs

4. O AUMENTO DAS GUERRAS E DO TERRORISMO

A história da humanidade sempre foi marcada por guerras sangrentas. Desde a antiguidade, passando pela idade média, e chegando a nossa idade contemporânea, muitos perderam a vida guerreando ou sendo apenas vítimas de guerra. Nunca o ser humano guerreou tanto como nos séculos XX e XXI. Somente no século XX, cerca de 191 milhões de pessoas morreram em combates ao redor do mundo. Apenas para ilustrar a evidência desse sinal, citaremos algumas das guerras ocorridas nos últimos 100 anos:

Guerra russo-japonesa (1904-1905)
Terceira Guerra centro-americana (1906)
Quarta Guerra centro-americana (1907)
Guerra Itália-Turquia (1911-1912)
Guerra da independência do Tibete (1911-1912)
Guerra do Paraguai (1911-1912)
Primeira Guerra Mundial (1914-1918)
Guerra Turquia-França (1919-1921)
Guerra Turquia-Grécia (1919-1922)
Guerra Japão-China (1931-1933)
Guerra do Chaco (1932-1935)
Segunda Guerra Mundial (1939-1945)
Guerra do Sinai entre Israel-Egito (1956)
Guerra Hungria-União Soviética (1956)
Guerra Índia-China (1962)
Guerra da Cashemira entre Índia e Paquistão (1965)
Guerra Israel-Egito (1969-1970)
Guerra do Vietnã (1965-1975)
Guerra Honduras-El Salvador (1969)
Guerra das Malvinas (1982)
Guerra do Golfo (1990-1991)
Bósnia e Herzegovina (1992-1995)
Guerra Eritréia-Etiópia (1998-2000)
Guerra do Iraque (2003)

A lista realmente é grande e nos impressiona. Jesus nos disse que esse sinal aconteceria antes de seu retorno, mas ainda não seria o evento definitivo para sua segunda vinda.

Mateus 24:7-8

"Porquanto se levantará nação contra nação, e reino contra reino, e haverá fomes, e pestes, e terremotos, em vários lugares. Mas todas estas coisas são o princípio de dores [de parto e de uma angústia intolerável]."

Lucas 21.11

"E haverá em vários lugares grandes terremotos, e fomes e pestilências (pragas: doenças epidêmicas malignas e contagiosas que são mortíferas e devastadoras); haverá também coisas espantosas, e grandes sinais do céu."

O termo "nação contra nação, reino contra reino" usado aqui pelo Senhor Jesus, foi o mesmo termo usado em 2 Crônicas 15:1-7 e Isaías 19:1-2.

A história da humanidade sempre foi marcada pelas guerras. Porém, o século XX foi, sem sombra de dúvida, o século onde mais houve as maiores guerras ao redor do mundo. Guerras não só em quantidade, mas também em nível de devastação. Pelos noticiários, nós ficamos sabendo apenas das guerras que são notícias em âmbito mundial. Os conflitos menores acabam nem sendo noticiados. O terrorismo é uma modalidade de guerra que voltou com toda força no século XXI.

5. FOME E EPIDEMIAS LOGO ANTES DA VOLTA DE JESUS

“Porquanto se levantará nação contra nação, e reino contra reino, e haverá fomes, e pestes, e terremotos, em vários lugares. Mas todas estas coisas são o princípio de dores.” - Mateus 24.7-8

“E haverá em vários lugares grandes terremotos, e fomes e pestilências; haverá também coisas espantosas, e grandes sinais do céu.” - Lucas 21.11


Quando analisamos Mateus 24.7-8 e Lucas 21.11 mais cuidadosamente, o Senhor Jesus diz que as guerras serão seguidas de fomes, de pestes, de terremotos em vários lugares. O versículo nos diz que não necessariamente as epidemias, as fomes e os terremotos acontecem por causa da guerra. Mas são vários eventos que acontecem sucessivamente e simultaneamente.

A Primeira e a Segunda Guerra Mundial foram seguidas pela fome enfrentada pela população, principalmente nos períodos de pós-guerra. O término da Primeira Guerra Mundial foi marcado pela grande epidemia de influenza (gripe espanhola) dizimando a população européia, em 1918 – estima-se que 50 a 100 milhões de pessoas morreram.
Surge a AIDS, em meados dos anos 70, cuja vacina tem sido um desafio aos cientistas até os dias de hoje. Após as guerras mais recentes, mais epidemias têm surgido no cenário mundial. É o caso do Ebola, oriundo do Zaire, na África, que surgiu nos anos 90, matando boa parte da população daquela região.

Ao mesmo tempo em que a tecnologia aumentou no século XXI, os vírus também têm evoluído tornado-se cada vez mais fortes e perigosos. Em 2002 e 2003 aparece a SARS, ou a pneumonia atípica asiática, assustando a todo o globo terrestre e matando vários chineses em Hong Kong. Todas as autoridades ao redor do mundo todo entraram em alerta total nos aeroportos e portos marítimos, na tentativa de combater a epidemia.

Em 2004, a gripe do frango assusta a Ásia, levando produções avícolas inteiras a serem sacrificadas, o que corresponde a milhões de frangos no mundo todo. Essa gripe é altamente transmissível ao ser humano e se propaga muito rapidamente. Pode levar o ser humano à morte. O vírus da gripe do frango se chama H5N1, que é uma mutação do vírus influenza, o mesmo que matou milhões no início do século XX no episódio conhecido como gripe espanhola. Hoje, estão se desenvolvendo vacinas por todo o planeta (inclusive no Brasil) para o combate a essa mutação do vírus influenza.

Curiosamente, a medicina não sabe qual é a origem dos vírus. Suas origens são incertas. Sabe-se que um vírus possui alguns genes semelhantes aos das bactérias. Os vírus e bactérias são formas de vida unicelulares, mas são formas de vida. Deus é o autor da vida. Ou seja, somente Deus pode criar, ao passo que Satanás é um anjo caído, não pode criar nada, mas pode transformar a matéria.

6. TERREMOTOS

O número de terremotos tem aumentado assustadoramente nos últimos 20 anos. Entre 2000 e 2010, aconteceram mais de 200.000 terremotos em toda a faixa da escala Richter, de acordo com o United States Geological Survey, dos EUA. Gostaríamos de ressaltar o que Jesus disse em Mateus 24.7-8:

“Porquanto se levantará nação contra nação, e reino contra reino, e haverá fomes, e pestes, e terremotos, em vários lugares. Mas todas estas coisas são o princípio de dores." - Mateus 24:7-8

Em Apocalipse, nos capítulos 6, 11 e 16, estão previstos os piores terremotos da história. Serão terremotos de nível mundial. Todos eles ocorrerão durante o período de Tribulação.

“E, havendo aberto o sexto selo, olhei, e eis que houve um grande tremor de terra; e o sol tornou-se negro como saco de cilício, e a lua tornou-se como sangue;” - Apocalipse 6.12

“E naquela mesma hora houve um grande terremoto, e caiu a décima parte da cidade, e no terremoto foram mortos sete mil homens; e os demais ficaram muito atemorizados, e deram glória ao Deus do céu.” - Apocalipse 11.13

“E houve vozes, e trovões, e relâmpagos, e um grande terremoto, como nunca tinha havido desde que há homens sobre a terra; tal foi este tão grande terremoto.” - Apocalipse 16.18

O planeta Terra é composto de placas como se fossem gomos de uma bola de futebol, representando os continentes. Grossamente comparando, cada placa se chama placa tectônica. As falhas geológicas são os locais onde as placas se encontram. Fazendo-se uma comparação, seriam como as emendas entre os gomos da bola de futebol.
As placas tectônicas estão sempre em constante movimento. Ao se movimentarem, chocam-se entre si e produzem o impacto chamado de terremoto, ou abalo sísmico. O ponto onde elas se chocam é chamado de epicentro. Porém o impacto é propagado, a partir do epicentro, de maneira circular (o mesmo efeito de se atirar uma pedra a um lago e ver as ondas do impacto da pedra na água se propagarem para mais longe em formato circular). Por onde as ondas passam, ocorrem abalos sísmicos.

Quando o terremoto acontece em alto mar, as vibrações das placas tectônicas formam os chamados tsunamis (palavra japonesa que significa onda gigante), que podem invadir a costa, provocando devastações imensas. Os tsunamis, que são conseqüências dos terremotos, também são um sinal que precede a segunda vinda de Jesus Cristo. Esse fenômeno é explicitamente citado por Jesus em Lucas 21.25-28:

“E haverá sinais no sol e na lua e nas estrelas; e sobre a terra haverá angústia das nações, em perplexidade [sem recursos, confusas, deixadas em dúvida, sem saber o que fazer] pelo bramido do mar e das ondas. Os homens desfalecerão de terror, e pela expectação das coisas que sobrevirão ao mundo; porquanto [todos] os poderes do céu serão abalados. E então verão vir o Filho do Homem em uma nuvem, com poder e [Sua] grande glória [majestosa]. Ora, quando estas coisas começarem a acontecer, exultai e levantai as vossas cabeças, porque a vossa redenção se aproxima.” - Lucas 21.25-28

A atual preocupação dos geólogos é que as placas tectônicas têm se movimentado de tal maneira que, em algum momento no futuro, todas resultarão em choques simultâneos, produzindo terremotos mais devastadores e de nível mundial.

7. A ÉPOCA DE LAODICÉIA: A IGREJA APÓSTATA

Paulo escreve que, nos últimos tempos, a própria Igreja estará se desviando dos propósitos de Jesus Cristo, distorcendo o evangelho de modo a aceitar o que é ilícito como se fosse normal, desviando as pessoas do genuíno evangelho do Senhor Jesus Cristo.

I Timóteo 4:1-4

"Mas o Espírito [Santo] expressamente diz que nos últimos tempos apostatarão alguns da fé, dando ouvidos a espíritos enganadores, e a doutrinas de demônios; Pela hipocrisia de homens que falam mentiras, tendo cauterizada a sua própria consciência; Proibindo o casamento, [ensinando] e ordenando a abstinência [de certos tipos] dos alimentos que Deus criou para os fiéis, e para os que conhecem a verdade, a fim de usarem deles com ações de graças; Porque toda a criatura de Deus é boa, e não há nada que rejeitar, sendo recebido com ações de graças."

O termo apostatar-se significa desviar-se ou afastar-se. Esse sinal já está acontecendo nos dias de hoje. Muitas autoridades das igrejas têm distorcido o verdadeiro evangelho, dando lugar ao orgulho.

Existem ensinamentos duvidosos e que distorcem em partes ou em sua plenitude o evangelho de Cristo, produzindo na mente humana lavagem cerebral ou confusão em relação a verdadeira fé. Vejamos alguns exemplos:

01. A ressurreição de Cristo não foi real, mas uma lenda.
02. Não houve túmulo vazio, nem anjos, nem aparições
03. Nenhuma pessoa racional pode crer na interpretação literal da Bíblia
04. A virgem de uma Bíblia literal, Belém e a manjedoura, têm de sumir
05. A igreja deve apoiar ativamente, e até celebrar relações extraconjugais,
06. Relações sexuais entre pessoas do mesmo sexo.
07. A riqueza, bens e posições em primeiro lugar,
08. Evangelho sem o exercício da genuína fé através de curas e libertações,
09. A não existência do inferno e a morte eterna dos injustos,
10. A inexistência do Pai, Filho e Espírito Santo,
11. A inexistência do arrebatamento e do retorno de Cristo,
12. Alguns negam Yeshua Hamashia. Yesus o Messias,
13. O incentivo ao proselitismo,
14. Usos e costumes, superiores aos ensinamentos de Cristo,
15. Revelações e Profecias, apenas como atrativos para arrebanhar pessoas,
16. Supostas revelações contrárias a vida cristã do “profeta ou profetisa”
17. Revelações que prejudicam a intimidade do casal, ou que coloca dúvidas no relacionamento. Etc.

A Palavra de Deus nos alerta que as igrejas apóstatas infelizmente terão seus seguidores, além dos falsos mestres, conforme II Timóteo 4.3-4.

"Porque virá tempo em que [as pessoas] não suportarão (agüentarão) a sã doutrina; mas, tendo comichão nos ouvidos [por algo prazeroso e gratificante], amontoarão para si doutores conforme as suas próprias concupiscências; E desviarão os ouvidos da verdade, voltando às fábulas."

O próprio Senhor Jesus também já havia alertado aos cristãos sobre a existência das igrejas apóstatas. Em Apocalipse 3.15-18, o Senhor faz menção à igreja apóstata, que é a igreja de Laodicéia:

Conheço [e registrei] as tuas obras, que nem és frio nem quente; quem dera foras frio ou quente! Assim, porque és morno, e não és frio nem quente, vomitar-te-ei da minha boca. Como dizes: Rico sou, e estou enriquecido, e de nada tenho falta; e não sabes que és um desgraçado, e miserável, e pobre, e cego, e nu; Aconselho-te que de mim compres ouro provado no fogo, para que te enriqueças [verdadeiramente]; e roupas brancas, para que te vistas, e não apareça a vergonha da tua nudez; e que unjas os teus olhos com colírio, para que vejas.

Temos que estar atentos para não nos deixar enganar pelas doutrinas apóstatas ao verdadeiro evangelho de Jesus Cristo. A contaminação é uma arma poderosa de Satanás para destruir a Igreja de Jesus.

8. FLORESCIMENTO DO DESERTO

No mundo todo, o que vemos hoje são regiões que antes eram florestas e hoje se transformaram em deserto. No Rio Grande do Sul, por exemplo, vários locais estão se tornando em grandes desertos. O deserto do Saara, por exemplo, avança mais e mais a cada dia, engolindo o continente africano.

Porém, com Israel, o que se vê é exatamente o oposto: regiões que antes eram desérticas, agora estão dando frutos. Isaías já havia profetizado este milagre no deserto:

Isaías 35.1-2

"O deserto e o lugar solitário se alegrarão disto; e o ermo exultará e florescerá como a rosa. Abundantemente florescerá, e também jubilará de alegria e cantará; a glória do Líbano se lhe deu, a excelência do [monte] Carmelo e [na planície de] Sarom; eles verão a glória do Senhor, o esplendor do nosso Deus."

Isaías 35.6-7

"Então os coxos saltarão como cervos, e a língua dos mudos cantará; porque águas arrebentarão no deserto e ribeiros no ermo. E a terra seca se tornará em lagos, e a terra sedenta em mananciais de águas; e nas habitações em que jaziam os chacais haverá erva com canas e juncos."

Isaías 43.19

"Eis que faço uma coisa nova, agora sairá à luz; porventura não a percebeis? Eis que porei um caminho no deserto, e rios no ermo."

Desde que os judeus retornaram a Israel em 1948, a quantidade de chuvas na região aumentou em 200%. Israel hoje exporta tecnologia agrícola, através da tecnologia dos kibutz.

Os kibutz são plantações que usam uma técnica muito interessante: cava-se um poço artesiano que pode chegar a mil metros de profundidade (que é o caso de territórios áridos israelenses) para se extrair água para a plantação. Existe uma teia de mangueiras que passa por cima da plantação. Sobre cada muda de planta, um furo é feito na mangueira, onde, de tempos em tempos, os pingos d'água caem sobre as mesmas, regando-as.

Os computadores controlam o fluxo de água e dos pingos que caem sobre as mudas, garantindo a quantidade de água exata para cada muda do plantio. O resultado disto são colheitas excepcionais todos os anos.

Há alguns anos, o SBT esteve em Israel para mostrar esta tecnologia. Para expressar o espanto causado pelo êxito da plantação, o repórter do SBT usou a frase: "A tecnologia dos kibutz fizeram Israel florescer."

Estas são fotos de um kibutz israelense:

FOTO VIA SATÉLITE DE ISRAEL: NOTE COMO A NAÇÃO ISRAELENSE ESTÁ VERDE, EM RELAÇÃO ÀS DEMAIS AO REDOR

Mais um sinal de que já estamos vivendo o tempo do fim.

9. ATAQUES CONTRA ISRAEL NO FINAL DOS TEMPOS

Esse é um sinal que acontecerá em um futuro próximo, de acordo com as profecias de Ezequiel, nos capítulos 38 e 39. Segundo estas profecias, Israel sofrerá uma invasão por parte da Rússia e seus países aliados. A justificativa de tal conclusão de que esse sinal acontecerá no futuro é a seguinte:

Até o momento, Israel não sofreu nenhuma invasão russa durante toda a história da humanidade; Essa profecia vem depois de Ezequiel 37, que profetiza a criação do Estado de Israel.

Existem ainda outros motivos que explicaremos a seguir que provam que o país identificado por Ezequiel é a Rússia. Para isso, primeiramente temos que interpretar o que está em Ezequiel 38. Vejamos Ezequiel 38:

Veio a mim a palavra do Senhor, dizendo:

Filho do homem, dirige o teu rosto contra Gogue, terra de Magogue, príncipe e chefe de Meseque, e Tubal, e profetiza contra ele. E dize: Assim diz o Senhor Deus: Eis que eu sou contra ti, ó Gogue, príncipe e chefe de Meseque e de Tubal; E te farei voltar, e porei anzóis nos teus queixos, e te levarei a ti, com todo o teu exército, cavalos e cavaleiros, todos vestidos com primor, grande multidão, com escudo e rodela, manejando todos a espada; Persas, etíopes, e os de Pute com eles, todos com escudo e capacete; Gômer e todas as suas tropas; a casa de Togarma, do extremo norte, e todas as suas tropas, muitos povos contigo. Prepara-te [Gogue], e dispõe-te, tu e todas as multidões do teu povo que se reuniram a ti, e serve-lhes tu de guarda.

Depois de muitos dias serás visitado. No fim dos anos virás à terra que se recuperou da espada, e que foi congregada dentre muitos povos, junto aos montes de Israel, que sempre se faziam desertos; mas aquela terra foi tirada dentre as nações, e todas elas habitarão seguramente. Então subirás, virás como uma tempestade, far-te-ás como uma nuvem para cobrir a terra, tu e todas as tuas tropas, e muitos povos contigo. Assim diz o Senhor Deus: E acontecerá naquele dia que subirão palavras no teu coração, e maquinarás um mau desígnio, E dirás: Subirei contra a terra das aldeias não muradas; virei contra os que estão em repouso, que habitam seguros; todos eles habitam sem muro, e não têm ferrolhos nem portas; A fim de tomar o despojo, e para arrebatar a presa, e tornar a tua mão contra as terras desertas que agora se acham habitadas, e contra o povo que se congregou dentre as nações, o qual adquiriu gado e bens, e habita no meio da terra [Palestina]. Sebá e Dedã, e os mercadores de Társis, e todos os seus leõezinhos [ou áreas próximas] te dirão: Vens tu para tomar o despojo?

Ajuntaste a tua multidão para arrebatar a tua presa? Para levar a prata e o ouro, para tomar o gado e os bens, para saquear o grande despojo? Portanto, profetiza, ó filho do homem, e dize a Gogue: Assim diz o Senhor Deus: Porventura não o saberás naquele dia, quando o meu povo Israel habitar em segurança? Virás, pois, do teu lugar, do extremo norte, tu e muitos povos contigo, montados todos a cavalo, grande ajuntamento, e exército poderoso, E subirás contra o meu povo Israel, como uma nuvem, para cobrir a terra. Nos últimos dias sucederá que hei de trazer-te contra a minha terra, para que os gentios me conheçam a mim, quando eu me houver santificado em ti [conhecido e honrado por tua súbita destruição], ó Gogue, diante dos seus olhos. Assim diz o Senhor Deus:

Não és tu aquele de quem eu disse nos dias antigos, por intermédio dos meus servos, os profetas de Israel, os quais naqueles dias profetizaram largos anos, que te traria [Gogue] contra eles? Sucederá, porém, naquele dia, no dia em que vier Gogue contra a terra de Israel, diz o Senhor Deus, que a minha indignação subirá à minha face. Porque disse no meu zelo, no fogo do meu furor, que, certamente, naquele dia haverá grande tremor sobre a terra de Israel; De tal modo que tremerão diante da minha face os peixes do mar, e as aves do céu, e os animais do campo, e todos os répteis que se arrastam sobre a terra, e todos os homens que estão sobre a face da terra; e os montes serão deitados abaixo, e os precipícios se desfarão, e todos os muros [tantos os naturais como os que foram feitos por mãos humanas] desabarão por terra.

Porque chamarei contra ele [Gogue] a espada sobre todos os meus montes, diz o Senhor Deus; a espada de cada um se voltará contra seu irmão [para dividir os seus despojos]. E contenderei com ele [Gogue] por meio da peste e do sangue; e uma chuva inundante, e grandes pedras de saraiva, fogo, e enxofre farei chover sobre ele, e sobre as suas tropas, e sobre os muitos povos que estiverem com ele. Assim eu me engrandecerei e me santificarei, e me darei a conhecer aos olhos de muitas nações; e saberão que eu sou o Senhor [o Governador Soberano, que chama por lealdade e serviço obediente].

O versículo 2 de Ezequiel 38 menciona sobre Gogue, da terra de Magogue. A genealogia de Gogue aparece em Gênesis 10.e também em 1 Crônicas 1.

Gênesis 10.2

"Os filhos de Jafé são: Gomer, Magogue, Madai, Javã, Tubal, Meseque e Tiras."

Gogue, da terra de Magogue, segundo os historiadores, corresponde aos russos, porque se referem a um povo de origem bárbara, que migrou para o norte da Europa e da Ásia. Gogue, que no versículo 2 aparece como "príncipe e chefe de Meseque e Tubal", na verdade é "príncipe de Rosh, Meseque e Tubal". Acontece que rosh também significa príncipe em hebraico, mas vários historiadores concluíram que essa não é a tradução correta. Rosh é, na verdade, um nome próprio. Em outras palavras, exatamente de Rosh vem o nome atual Rússia para designar o mesmo povo.

Além disso, a hipótese é amplamente reforçada em Ezequiel 39.2, que diz que Gogue e Magogue são do Norte. Ao olharmos o mapa múndi, verificamos que Moscou está diretamente ao norte de Jerusalém. Portanto, Gogue e Magogue muito provavelmente correspondem à atual Rússia. Deus não somente revelou a Rússia, mas também os aliados da Rússia durante a invasão. São eles:

Magogue (verso 2): repúblicas islâmicas do sul da antiga União Soviética
Meseque e Tubal (verso 2): Turquia
Persas (verso 5): Irã
Cuxe (verso 5): Etiópia ou Sudão
Pute (verso 5): Líbia (a tradução na Linguagem de Hoje já nomeia "Líbia" em vez de "Pute")
Gômer e Togarma (verso 5): Turquia

Temos que considerar aqui, que quando Ezequiel teve essa revelação, assim como aconteceu com João em Apocalipse, Ezequiel usou o vocabulário de sua época para descrever a profecia, inclusive para os nomes dos invasores de Israel, utilizando os nomes que estes países ou regiões possuíam na época em que a profecia foi escrita.

A Líbia recentemente entrou no noticiário anunciando seu desarmamento. As imagens da Rede Globo (Rede de TV brasileira) a respeito dessa notícia mostram que todo o poderio bélico da Líbia foi fornecido por Moscou, na extinta União Soviética, seu parceiro militar, hoje a Rússia. A inscrição CCCP (União Soviética, em russo) aparece nitidamente em todos os tanques líbios.

Também recentemente, o líder líbio Muamar Kadafi deixou claramente transparecer seu ódio por Israel em reuniões de cúpula dos países árabes. A Rússia também declarou ampla ajuda ao desenvolvimento da tecnologia nuclear do Irã, se dizendo obrigada a fazê-lo, pois são parceiros. Essa declaração colocou o mundo em arrepios, no que se diz respeito à segurança.

Portanto, a denúncia da aliança entre esses países e os elos para o cumprimento dessa profecia estão claramente se formando, o que está em conformidade com a Palavra de Deus. Desde quando EUA e a URSS travavam a famosa Guerra Fria, Israel sempre foi considerado um grande obstáculo para a URSS e para os países árabes. A URSS simplesmente não atacava Israel porque Israel sempre possuiu um poder bélico poderoso e da mais alta tecnologia, além de Israel ser aliado dos EUA.

Apesar da profecia dizer que Israel será invadido, essa invasão será frustrada. Deus promete garantir a proteção a Israel, conforme Ezequiel 39:

TU, pois, ó filho do homem, profetiza ainda contra Gogue, e dize: Assim diz o Senhor Deus: Eis que eu sou contra ti, ó Gogue, príncipe e chefe de Meseque e de Tubal. E te farei voltar, mas deixarei uma sexta parte de ti, e far-te-ei subir do extremo norte, e te trarei aos montes de Israel. E, com um golpe, tirarei o teu arco da tua mão esquerda, e farei cair as tuas flechas da tua mão direita.

Nos montes de Israel cairás [morto], tu e todas as tuas tropas, e os povos que estão contigo; e às aves de rapina, de toda espécie, e aos animais do campo, te darei por comida. Sobre a face do campo cairás, porque eu o falei, diz o Senhor Deus. E enviarei um fogo sobre Magogue e entre os que habitam seguros nas ilhas; e saberão que eu sou o Senhor [o Governador Soberano, que chama por lealdade e serviço obediente]. E farei conhecido o meu santo nome no meio do meu povo Israel, e nunca mais deixarei profanar o meu santo nome; e os gentios saberão que eu sou o Senhor, o Santo em Israel. Eis que vem, e se cumprirá, diz o Senhor Deus; este é o dia de que tenho falado.

E [quando tu, Gogue, não existires mais] os habitantes das cidades de Israel sairão, e acenderão o fogo, e queimarão as armas, e os escudos e as rodelas, com os arcos, e com as flechas, e com os bastões de mão, e com as lanças; e acenderão fogo com elas por sete anos. E não trarão lenha do campo, nem a cortarão dos bosques, mas com as armas acenderão fogo; e roubarão aos que os roubaram, e despojarão aos que os despojaram, diz o Senhor Deus. E sucederá que, naquele dia, darei ali a Gogue um lugar de sepultura em Israel, o vale dos que passam ao oriente do mar [Morto, a passagem entre a Síria, Petra e o Egito]; e pararão os que por ele passarem; e ali sepultarão a Gogue, e a toda a sua multidão, e lhe chamarão o vale da multidão de Gogue [multitude de Gogue].

E a casa de Israel os enterrará durante sete meses, para purificar a terra. Sim, todo o povo da terra os enterrará, e será para eles memo-rável dia em que eu for glorificado, diz o Senhor Deus. E separarão homens que incessantemente percorrerão a terra, para que eles, juntamente com os que passam, sepultem os que tiverem ficado sobre a face da terra, para a purificarem; durante sete meses farão esta busca. E os que percorrerem a terra, a qual atravessarão, vendo algum osso de homem, porão ao lado um sinal; até que os enterradores o tenham enterrado no vale da multidão de Gogue.

E também o nome da cidade [dos mortos] será Hamona [multitude]; assim purificarão a terra. Tu, pois, ó filho do homem, assim diz o Senhor Deus, dize às aves de toda espécie, e a todos os animais do campo: Ajuntai-vos e vinde, congregai-vos de toda parte para o meu sacrifício, que eu ofereci por vós, um sacrifício grande, nos montes de Israel, e comei carne e bebei sangue. Comereis a carne dos poderosos e bebereis o sangue dos príncipes da terra; dos carneiros, dos cordeiros, e dos bodes, e dos bezerros, todos cevados de Basã [leste do Jordão]. E comereis a gordura até vos fartardes e bebereis o sangue até vos embebedardes, do meu sacrifício que ofereci por vós. E, à minha mesa, fartar-vos-ei de cavalos, de carros, de poderosos, e de todos os homens de guerra, diz o Senhor Deus.

E eu porei a minha glória entre os gentios e todos os gentios verão o meu juízo [em punição], que eu tiver executado, e a minha mão, que sobre elas tiver descarregado. E saberão os da casa de Israel que eu sou o Senhor seu Deus, desde aquele dia em diante. E os gentios saberão que os da casa de Israel, por causa da sua iniqüidade, foram levados em cativeiro, porque se rebelaram contra mim, e eu escondi deles a minha face, e os entreguei nas mãos de seus adversários, e todos caíram à espada [no cativeiro ou mortos]. Conforme a sua imundícia e conforme as suas transgressões me houve com eles, e escondi deles a minha face.

Portanto assim diz o Senhor Deus: Agora tornarei a trazer os cativos de Jacó, e me compadecerei de toda a casa de Israel; zelarei pelo meu santo nome. E levarão sobre si a sua vergonha, e toda a sua rebeldia, com que se rebelaram contra mim, quando eles habitarem seguros na sua terra, sem haver quem os espante. Quando eu os tornar a trazer de entre os povos, e os houver ajuntado das terras de seus inimigos, e eu for santificado neles aos olhos de muitas nações, Então saberão que eu sou o Senhor seu Deus, vendo que eu os fiz ir em cativeiro entre os gentios, e os ajuntarei para voltarem a sua terra, e não mais deixarei lá nenhum deles [nos últimos dias].

Nem lhes esconderei mais a minha face, pois derramarei o meu espírito sobre a casa de Israel, diz o Senhor Deus. De acordo com Ezequiel 39, no momento da invasão Deus protegerá Israel de maneira sobrenatural, derrotanto e humilhando a TODOS os invasores. Note que, em Ezequiel 39:12, Deus derrotará os inimigos de Israel de tal maneira que os israelenses passarão sete meses sepultando os corpos e limpando a terra invadida. A profecia garante que, em um determinado momento, num futuro próximo, a invasão acontecerá. A Palavra não especifica se tal profecia se cumprirá antes ou depois do Arrebatamento. Portanto, não sabemos se ainda estaremos aqui na terra para ver estes milagres maravilhosos do Senhor protegendo a Israel.

Algumas DAS Declarações Polêmicas do Presidente Iraniano MAHMOUD AHMADINEJAD

Fonte: Folha de São Paulo

2005 - "[Israel] deveria ser varrido do mapa." - "[O Holocausto é] o mito do massacre dos judeus."

Maio de 2006 - "O Irã controla hoje a totalidade do ciclo do combustível nuclear, de A a Z, graças aos jovens cientistas iranianos. Se [nossos inimigos] cometerem o mínimo dano contra o povo iraniano, se cometerem a mínima agressão, receberão uma bofetada histórica."

Julho de 2006 - "O problema de fundo no mundo islâmico é a existência do regime sionista (Israel) e o mundo islâmico e a região devem se mobilizar para que este problema desapareça."

Outubro de 2006 - "Nosso país havia anunciado anteriormente que este regime [Israel] é ilegítimo desde sua fundação. É um Estado fabricado, que foi imposto às nações da região, e não pode sobreviver." - "Estamos dizendo a vocês (países do Ocidente) que a fúria das nações (do Oriente Médio) está em ebulição." - "O oceano das nações está em movimento, e se uma tempestade se iniciar, vocês podem ter certeza de que não se limitará às fronteiras geográficas da Palestina." - "Esse regime (sionista) não durará, e tragará até seus simpatizantes para as profundezas de um pântano."

Dezembro de 2006 - "Assim como a União Soviética desapareceu, em breve o regime sionista desaparecerá."

Janeiro de 2007 - "Eles [israelenses] conhecem bem o poder do povo iraniano. Eu não acredito que eles terão algum dia a ousadia de nos atacar. Eles não fariam algo tão estúpido."

Fevereiro de 2007 - "O Irã desenvolveu tecnologia para produzir combustível nuclear, movendo-se como um trem que não tem freio nem marcha à ré."

Março de 2007 - "Não há nenhum local do mundo que sofra com divisões e guerras se os EUA e os sionistas [Israel] não tiverem colocado suas mãos lá."

10. TORNADOS, FURACÕES E ALTERAÇÕES NO CLIMA DA TERRA (LUCAS 21)

Desde quando ocorreu a Revolução Industrial, por volta de 1845, o conceito de indústria começou a se instalar no nosso mundo. Com isto, surgiram as primeiras produções em série. Começam também, no século XX, o uso mais intenso de combustíveis derivados de petróleo, como a gasolina, querosene, óleo diesel etc. De modo que o ser humano até hoje é dependente destes combustíveis.

Com a queima em grande quantidade destes combustíveis, toneladas de gases tóxicos como o dióxido de carbono (CO2) são lançadas na atmosfera terrestre diariamente, alterando o clima. Gases como o CFC (Cloro-Flúor-Carbono) entram nas correntes de ar da Terra e se acumulam sobre a Antártida, destruindo a camada de ozônio da atmosfera. Esta camada é a responsável por nos proteger dos raios ultra-violeta vindos do sol. A exposição contínua a raios ultra-violeta provoca alterações genéticas e câncer de pele.

Também por conta da revolução industrial, matérias-primas (como a madeira) são constantemente desmatadas das florestas, alterando o equilíbrio natural do clima e provocando o terror na humanidade.

Jesus já havia previsto isto em Lucas 21.11, 25-26:

11. E haverá em vários lugares grandes terremotos, e pestes e fomes; haverá também coisas espantosas, e grandes sinais do céu. 25. E haverá sinais no sol, na lua e nas estrelas; e sobre a terra haverá angústia das nações em perplexidade pelo bramido do mar e das ondas. 26. os homens desfalecerão de terror, e pela expectação das coisas que sobrevirão ao mundo; porquanto os poderes do céu serão abalados. As principais conseqüências disto são:

Chuvas torrenciais: somente aqui em São Paulo, nos meses de dezembro a fevereiro, chuvas monstruosas têm provocado inundações constantes. O mesmo tem acontecido na China, na Europa; frio excessivo fora de hora: recentemente, nevou no pico das bandeiras, no Rio de Janeiro. O frio fica mais intenso; calor excessivo em regiões inesperadas: todos os anos, centenas de pessoas morrem na Europa em conseqüência de temperaturas superiores a 40 graus Celsius; aumento de tornados, furacões e ciclones: Nos EUA, entre os meses de Março a Setembro, podemos traçar uma linha bem no meio do continente norte-americano, partindo de norte a sul. Esta linha é batizada pelos americanos, como "corredor dos tornados", que desabriga e matam milhares de pessoas todos os anos. Existem furacões que chegam a produzir ventos de 300 km/h, provocando a total destruição por onde passam. Até o Brasil, que jamais havia sido ameaçado por estas anomalias, agora sofre ataques de ciclones formados no Atlântico Sul.

Aumento das marés: Todas as cidades litorâneas do mundo todo têm sido constantemente ameaçadas pela invasão das águas do mar provocadas por aumento das marés.

O que o mundo começou a usufruir com a revolução industrial de 1845, nós estamos sofrendo as conseqüências hoje. O homem, movido pela ganância, pelo desejo desenfreado de ganhar dinheiro, se esquece de Deus e destrói o clima do mundo. Este é mais um sinal do fim dos tempos.

domingo, 21 de agosto de 2011

A VOLTA DE CRISTO

JESUS CRISTO VOLTARÁ

Evangelho sem esperança de ressurreição não é Evangelho; mas assim como a ressurreição é parte inseparável da nossa fé, o mesmo ocorre com a certeza da volta de Jesus, pois os que dormem em Cristo ressuscitarão no momento da sua vinda; no arrebatamento da Igreja. Faz parte da nossa fé a certeza de que Jesus está vivo e arrebatará a sua Igreja!

Nosso Senhor prometeu várias vezes que viria nos buscar. Quando olhamos textos como o de João, capítulo 14.1-3, somos consolados e podemos notar o cuidado do Senhor com os seus. Repare que alguns instantes antes, em João 13, Jesus falava sobre a sua morte e os discípulos ficaram preocupados, então o Senhor passa a consolar o coração deles com a promessa da sua vinda. Crer que Jesus morreu e ressuscitou, implica em crer que ele voltará. O próprio cerimonial da Ceia do Senhor aponta para a sua volta (I Co 11.26).


Todo cristão fiel ao Senhor aguarda ansiosamente à volta de Jesus. Devemos (como os apóstolos e os pais da Igreja) viver como se o Senhor viesse hoje!

Jesus Cristo prometeu que voltará (Mt. 25.31; 26.64; Lc 19.13; Ap 2.25; 22.12, 20). Em toda a Bíblia vemos a promessa da volta do Senhor; uma das maiores esperanças e consolo para a Igreja (I Ts 4.17,18).

Esta volta foi predita também:

1. Pelos anjos (At 1.10,11);

2. Por Enoque (Jd 14,15);

3. Pelos profetas (Zc 14. 1-9);

4. Pelo Senhor no cerimonial da Ceia (I Co 11.26).

Como se dará a sua vinda?

A Bíblia não nos fala quando será à volta de Jesus. O Senhor não revela o dia nem a hora por isso devemos estar vigilantes (Mt 24.33,50; Mc 13.35-37; Lc 21.34-36; ITs 5.1-6).

Apesar de não sabermos o exato momento, a Palavra de Deus nos mostra como ocorrerá a 2ª vinda de Jesus.

Podemos notar que à volta do Senhor será em duas fases distintas:

Na primeira fase o Senhor virá até as nuvens, os mortos em Cristo ressuscitarão e os que estiverem vivos serão arrebatados até Ele (ITs 4.16 e 17), e iniciará a grande tribulação na terra.

A grande tribulação será em dois períodos de 42 meses cada. Ou seja, três anos e meio.

a) No primeiro período, a besta blasfemará contra Deus, no entanto os templos serão fechados e não mais pregarão o evangelho publicamente (Ap.13.5,6). Perseguirá os santos, tanto o povo de Israel como os cristãos que não foram arrebatados, mas se arrependeram durante a tribulação (Ap.13.7,8).

b) No segundo período, a besta que surge da terra obriga todos os moradores da terra a adorarem a sua imagem e obriga as pessoas a receberem a sua marca na mão direita ou na testa, e quem não tiver este sinal, ou o nome da besta ou o número do seu nome não compra e não vende absolutamente nada (Ap.13.15-18).

Neste período durante a grande tribulação na terra, surgirão dois personagens classificados na Bíblia como Duas Testemunhas que pisarão na cidade santa por 42 meses, três anos e meio (Ap.11). Elas profetizarão em roupa de humilhação para despertar o povo judeu e fazer com que o mesmo creia em suas profecias e mudem de opinião a respeito de Jesus. Ninguém poderá lhes fazer mal até que se cumpra o período de suas profecias na terra. Farão milagres e prodígios idênticos aos feitos pelos profetas no passado. No fim de suas profecias, serão mortas, mas não serão sepultadas. Seus corpos serão vistos “on line” por quase todo mundo (Ap. 11.9). Este é um dos versículos que mostra a invenção da internet e satélites pelo homem, porque somente através desta tecnologia é possível ver em tempo real as testemunhas. As duas testemunhas ressuscitam depois de três dias e meio, justamente para relembrar tudo que fizeram com Jesus, Sua morte e ressurreição.

Obs.: No versículo 18 algo me chamou a atenção: “Aqui há sabedoria, aquele que tem entendimento calcule o número da besta; porque é o número de um homem, e o seu numero é 666” Se João esta mandando calcular, porque ele da os três algarismos? No entanto, conforme o versículo 17 poderia haver 03 maneiras da besta marcar os seus:

Primeira opção: Um sinal. Que sinal seria este, seria o numero 666?

Segunda opção: Nome da besta. Qual seria o seu nome?

Terceira opção: Numero do seu nome, que poderia ser o 666 ou outro nº. Ou quem sabe um número que em alguma língua se traduz como 666.

Mas tudo bem, não queremos nos preocupar tanto com isso, porque devemos nos esforçar para subir no arrebatamento e nos encontrar com o nosso Senhor nos ares e essa deve ser a preocupação de todos os redimidos, porque de outra forma será triste e sofrido demais.

Enquanto estiver acontecendo tudo isso aqui na terra seguida da grande tribulação (Ap.16.18-21). Estará acontecendo a maior e melhor festa nunca imaginada pelo homem que teriam também dois episódios marcantes:

As Bodas do Cordeiro Em Apocalipse 19:7-10 vemos que Jesus comemora as Bodas com a Noiva, logo na iminência de seu Aparecimento Glorioso:
"Regozijemo-nos, e alegremo-nos, e demos-lhe glória; porque vindas são as bodas do Cordeiro, e já a sua esposa se aprontou. E foi-lhe dado que se vestisse de linho fino, puro e resplandecente; porque o linho fino são as justiças dos santos. E disse-me: Escreve: Bem aventurados aqueles que são chamados à ceia das bodas do Cordeiro. E disse-me: Estas são as verdadeiras palavras de Deus. E eu lancei-me a seus pés para adorá-lo; mas disse-me: Olha não faças tal; sou teu conservo, e de teus irmãos, que têm o testemunho de Jesus. Adora a Deus; porque o testemunho de Jesus é o espírito de profecia."

Acontecerá também a entrega das Recompensas ou a entrega dos Galardões. Os galardões são prêmios que os arrebatados (vivos e mortos em Cristo) receberão no tribunal de Cristo. O Tribunal de Cristo não será para a condenação eterna, e sim para premiação dos remidos do Senhor, que trabalham (ou trabalharam) na Sua Seara. Viremos com Jesus Cristo na segunda fase da sua vinda coroados. "Porque todos devemos comparecer ante o tribunal de Cristo, para que cada um receba segundo o que tiver feito por meio do corpo, ou bem, ou mal." II Coríntios 5:10). Nossa salvação não será decidida ali. I Coríntios 3:9-15 esclarece mais sobre o assunto. Ali Paulo diz que o fogo provará a obra de cada um: se for de ouro, prata, pedras preciosas, madeira, feno ou palha, o fogo a demonstrará e a obra de cada um pode ser reduzida a um montinho ou a nada, embora aquela pessoa seja salva "como pelo fogo". (Veja v. 15).

DOUTRINA DOS GALARDÃOS:

Existe o galardão para quem serve o Senhor Jesus com amor, porque alguns servem para não perderem seus cargos ou honrarias (Cl 3.24). Existe para aqueles que crêem em Deus de verdade, porque tem alguns que crêem quando estão bem, outros quando estão muito mal e necessitados (Hb 11.6). Para aqueles que fazem e amam a justiça Divina (Rm 4.4,5). Para aqueles que fazem a obra do Senhor sem esperar recompensas ou agrado dos homens, etc.

Na Segunda fase, haverá a manifestação gloriosa, física e visível do Senhor Jesus ao mundo Ap 1.7 “eis que vem com as nuvens, poderia ser o exercito de Cristo já arrebatado e não propriamente nuvens de fumaça. Poderia ser que; quando o profeta teve a visão não conseguiu distinguir as nuvens dos arrebatados vestidos de vestes brancas). Nesta segunda fase Ele virá com os salvos arrebatados (ITs. 3.13).

Cristo voltará e três eventos gloriosos acontecerão:

1. Ele vai livrar Israel do poder do anticristo (Zc. 14.4).

2. Ele Julgará as nações (Mt. 24.30).

3. Ele implantará o milênio Mt 24.30;

A revelação da segunda fase do arrebatamento ocorrerá 07 anos após o arrebatamento.

No arrebatamento da Igreja Jesus não pisará sobre a Terra, talvez por causa das injustiças, crueldade e desumanidade na terra. A Igreja se encontrará com o Senhor nos ares; o mundo apenas perceberá que algumas pessoas desapareceram. Somente na 2ª fase se dará a manifestação visível do Senhor ao mundo, logo, à volta de Jesus para a Igreja está relacionada com o arrebatamento; para Israel e para o mundo, esta volta está relacionada com o fim da tribulação. Podemos dizer então que a 2ª vinda de Jesus a Terra se dará literalmente após a grande tribulação, Mas o arrebatamento se dará antes da grande Tribulação.

Na segunda fase da Vinda de Jesus ocorrerá a Batalha do Armagedom

O QUE É A BATALHA DO ARMAGEDOM?

A Batalha do Armagedom é um acontecimento que ocorrerá no final da Grande Tribulação e reunirá os exércitos de muitas nações no maior confronto militar na Terra da Palestina. A palavra armagedom é um termo hebraico que traduzido significa matar, decepar, e através dos tempos tem servido para mostrar os horrores da guerra.

A Batalha do Armagedom é a última batalha no final desta dispensação e será provocada pela trindade satânica formada pelo diabo, anticristo e o falso profeta, os quais irão permitir a três espíritos imundos sairem ao encontro dos reis da terra e reuní-los no grande dia da ira do Deus Todo Poderoso (Ap. 16:13-14).

O movimento militar em Israel será muito grande e provocado pela ação desses espíritos malignos que incitarão os exércitos das nações para a guerra no vale do armagedom, que é também conhecido como vale de Jeosafá e vale da decisão, (Joel 3.2,14).

No velho testamento a profecia de Joel faz referencia a esse acontecimento quando diz "Congregarei todas as nações, as farei descer ao vale de Jeosafá, e ali com eles entrarei em juízo por causa do seu povo, e da minha herança, Israel, a quem eles espalharam entre as nações, repartindo a sua terra". (Joel 3:2).

Os historiadores afirmam que a planície de Esdrelon que vai do Mediterraneo até o rio Jordão e tem a entrada o porto de Haifa, é uma área da Palestina que poderá reunir todos os exércitos do mundo por ser uma região que proporciona facilidade para o agrupamento de tropas. O movimento militar nessa região será muito grande e as nações estarão se confrontando em guerra, de um lado os exércitos do Anticristo formado por uma confederação de nações e do outro lado os exércitos orientais com uma cavalaria de duzentos milhões (Ap. 9.16)

Essa cavalaria infernal dos exércitos orientais ao que tudo indica serão os chineses que disputarão o domínio do mundo com o Anticristo, e para aumentar os horrores da guerra Deus irá soltar quatro anjos tenebrosos que estavam aprisionados (Ap. 9-15). O confronto militar dos exércitos das nações irão colocar em risco a destruição total da nação de Israel que no auge de sua maior angústia profetizada por Jeremias "Ah porque aquele dia é tão grande que não houve outro semelhante e é tempo de angústia para Jacó, ele porém será livrado dela" (Jr. 30.7), irão clamar a Deus e com enorme espanto contemplarão o céu se abrir e aparecer na nuvem Jesus Cristo montado num cavalo branco e com ele um exército celestial também montados em cavalos brancos, os quais irão combater contra os exércitos dos reis da terra neutralizando o extermínio do povo de Deus (Ap. 19:19).

Na abertura do 6º selo do livro selado que estava escrito por dentro e por fora será manifestado simultaneamente ao confronto dos exércitos celestiais com os exércitos das nações um grande terremoto, e esse abalo sísmico no momento exato da Batalha do Armagedom desgovernará os exércitos do mundo e os colocará em pânico diante da autoridade do Senhor que virá desfazendo as forças militares terrenas “... pelo assopro da sua boca, e aniquilará pelo esplendor da sua vinda". (II Tes. 2:8). O alto grau verificado no abalo sísmico pelas forças da natureza irá se prolongar até a consumação da ira de Deus onde “... os montes e as ilhas serão removidos dos seus lugares" – (Ap.6.14), fazendo-se cumprir a profecia de Isaías que diz "De todo será quebrantada a terra, de todo se romperá a terra, e de todo se moverá a terra". – (Is 24.19). O sangue derramado na Batalha do Armagedom será tanto que chegará à boca dos animais, e se estenderá pelo espaço de 1600 (mil e seiscentos) estádios, ou seja, 288 quilômetros (Ap. 14.20), e as aves do céu irão se fartar com a carne dos corpos mortos que não serão enterrados (Ap. 19.21).

CONTINUA...

sexta-feira, 9 de abril de 2010

O ESPIRITO SANTO EM CADA CAPITULO DE ATOS

MUITOS TEM JESUS CRISTO APENAS COMO SALVADOR, AQUELE QUE PODE SALVA-LOS DE SITUAÇÕES DIFÍCEIS E DAS ADVERSIDADES DA VIDA, ESSES SERIAM OS CHAMADOS, MAS POUCOS O TEM COMO SENHOR DE SUAS VIDAS, ESSES SERIAM OS ESCOLHIDOS.

SEJA VOCE TAMBÉM UM ESCOLHIDO DE DEUS, E NÃO APENAS UM CHAMADO.(MATTITYAHU 22.14) (MT). E QUE O DEUS DE AVRAHAN (GEN.22.18), YA'AKOV (NUM.24.17), Y'HUDAH (GEN.49.10), YISHAI 'Jessé' (IS.11.1), DAVID (2SAM.7.13) E YESHUA, O MESSIAS (CHRISTOS gr) (MASHIACH hb), O UNGIDO, TE GUARDE EM TODA SUA CAMINHADA.

ATOS 1. O Espirito Santo transforma a forma como ouvimos. Eles ouviram e acreditaram. "...determinou-lhes que não se ausentassem de Jerusalém, mas que esperassem a promessa do Pai, que de mim ouviste" At.1.4. O Espirito Santo abre nossos ouvidos, para que possamos ouvir e entender sua voz.

ATOS 2. O Espirito Santo transforma a forma como nós falamos. "Todos foram cheios do Espirito Santo e começaram a falar em linguas, conforme o Espirito Santo lhes concedia que falassem" Atos 2.4. O Espirito Santo cuida da nossa voz, Ele ajuda-nos a policiar aquilo que falamos.

ATOS 3. O Espirito Santo transforma a nossa aparencia. "E Pedro, com João fitando os olhos nele disse: "Olha para nós..." At.3.4. O que poderíamos oferecer se não fosse pelo poder glorioso do Espirito Santo? Ele ensina-nos a não olharmos para nós, para as nossas condiçoes, mas sim para aquele que pode mudar a vida de quem quer que seja, desde o mais simples ao mais abastado.

ATOS 4. O Espirito Santo transforma o nosso comportamento. Ficamos audaciosos e lutamos com ousadia contra as forças de satanás, tudo por causa da maravilhosa unção de Deus. "Ao verem a intrepidez de Pedro e João, sabendo que eram homens iletrados e indoutos, admiraram-se; e reconheceram que haviam estado com Jesus" At.4.13.

1. O Espirito Santo, nos da intrepidez para ir adiante, para falar com Deus e buscar sua presença.

2. Ele também nos da intrepidez para falarmos com os homens com muita coragem, ousadia e destemor.

3. Ele também nos da intrepidez contra satanás. Voce vai expulsa-lo, desafia-lo, amarra-lo e repreende-lo em nome do Senhor Jesus. Passamos a ser audaciosos no reino de Deus.

ATOS 5. O Espirito Santo, transforma nossa experiência; real, viva e com significados com Ele. Pedro tinha um novo amigo, que poderia ser invisível para os outros, mas extremamente real para ele. Ele disse: "Ora, nós somos testemunhas destes fatos, e bem assim o Espirito Santo que Deus outorgou aos que lhe obedecem" At.5.32.

A presença do Espirito Santo foi tão real na vida dos apostolos que quando eles foram ameaçados a não mais falar de Jesus, eles disseram: "...mais importa obedecer a Deus do que aos homens" At.5.28,29.

ATOS 6. O Espirito Santo transforma a nossa posição em Cristo. Passamos a ter posição privilegiada de autoridade, coragem e conquista. "E Estevão cheio de graça e poder, fazia prodígios e grandes sinais entre o povo, e não podiam resistir a sabedoria e ao Espirito com que falava" At.6.10. Cheios do Espirito Santo perdemos o medo daquilo que é oculto. O inimigo que nos intimidava, passa a ficar debaixo dos nossos pés. É um grande privilégio ter o Espirito Santo, como nosso melhor e grande amigo.

ATOS 7. O Espirito Santo nos ensina a olhar para cima. Ele muda a nossa visão. "Estevão cheio do Espirito Santo, fitou os olhos nos céus e viu a Glória de Deus e Jesus Cristo assentado a sua direita" At.7.55. Quando o Espirito Santo transforma a nossa visão, passamos a enxergar o sobrenatural. Passamos a viver por fé e não pelo que vemos. Começamos a ver o impossível acontecer. "Disse Eliseu a Geazi: Não temas, porque mais são os que estão conosco do que os que estão com eles. E orou Eliseu e disse: Senhor; peço-te que abra os olhos do moço para que ele veja, e o Senhor abriu seus olhos e viu; e eis que o monte estava cheio de cavalos e carros de fogo, em redor de Eliseu" II Rs. 6.16,17. O Espirito Santo aumenta nossa visão e passamos a enxergar além daquilo que a visão humana possa enxergar. Ele aumenta a nossa força e passamos a viver além da dor e do sofrimento.

ATOS 8. O Espirito Santo aumenta o nosso discernimento. Passamos a conhecer e a discernir a voz de Deus, porque é o Espirito Santo que nos da este discernimento. "E disse o Espirito a Felipe: Aproxima-te desse carro, e acompanha-o. Então Felipe correu" At. 8.29,30. Ele conhecia a voz de Deus. Quando o Espirito disse, Felipe respondeu imediatamente. Ele não quis perder a oportunidade. Nunca confie no seu proprio julgamento, permita que o Espirito Santo lhe de discernimento. Não podemos apenas ver com nossos olhos carnais, se não, nada entenderemos. É preciso abrir nossos olhos e ouvidos espirituais.

sábado, 3 de abril de 2010

TIRE SUAS DÚVIDAS.

DEFINIÇÃO DO SERMÃO TEMÁTICO:

Sermão Temático é aquele cujas divisões principais derivam do Tema, independente do Texto.

DEFINIÇÃO DO SERMÃO TEXTUAL:

Sermão Textual é aquele em que as divisões principais são derivadas de um Texto constituido de uma breve porção da Bíblia. Cada uma dessas divisões é usada como uma linha de sugestão, e o Texto fornece o Tema do Sermão.

DEFINIÇÃO DO SERMÃO EXPOSITIVO:

Serao Expositivo é aquele em que uma porção mais ou menos extensa da Escritura é interpretada em relação a um Tema ou assunto. A maior parte do material deste tipo de Sermão provém diretamente da passagem, e o esboço consiste em uma série de idéias progressivas que giram em torno de uma idéia principal.

O QUE É EXEGESE?

Exegese é o estudo cuidadoso e sistemático da Escritura para descobrir o significado original que foi pretendido. É a tentativa de interpretar conforme os destinatários originais devem te-la ouvido; de tentar descobrir qual era a intenção original das Palavras da Bíblia. Exegese no grego é "trazer para fora", ou seja, fazer conhecido algo que esta oculto a primeira vista num texto.

O QUE É HOMILÉTICA:

1. É o estudo dos fundamentos e princípios de como preparar e proferir sermões.
2. É a ciência cuja arte é a pregação e cujo resultado é o sermão.
3. É a arte do preparo e a pregação dos sermões.

O QUE É HERMENEUTICA?

Consiste num conjunto de regras que permitem determinar o sentido literal do objeto de estudo, no caso, a Bíblia.

O QUE É ESCATOLOGIA BÍBLICA.

O termo escatologia tem origem em duas palavras gregas "éschatos = ultimo e "logos" = estudo. A escatologia relata os acontecimentos finais e relata o retorno de Nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo.

sexta-feira, 2 de abril de 2010

CURIOSIDADES

OBSERVAÇÃO: A BÍBLIA NÃO DIZ QUE JUDAS SE ENFORCOU

"E ele, atirando para o templo as moedas de prata, retirou-se e foi-se enforcar”. (Mateus 27.5).

“Ora, este adquiriu um campo, com o galardão da iniqüidade e, precipitando-se, rebentou pelo meio, e todas as suas entranhas se derramaram”. (Atos 1.18).

Estes dois textos, ambos referindo-se a Judas Iscariotes, tem sido muito discutido no decorrer dos séculos. Muitos acham que existe contradição entre as duas narrativas, porém existem algumas teorias que descartam a possibilidade de contradição.

Existe a chamada “teoria da corda partida”. Há quem pense que Judas realmente enforcou-se, porém, na hora em que se enforcou à beira de um precipício, a corda quebrou-se e ele caiu lá embaixo. O que pode realmente ter acontecido é que ele saiu para se enforcar, porém, vendo um abismo diante de si, e estando desesperado, nem chegou a preocupar-se em preparar um laço de forca. Saltou no vazio e... Arrebentou-se!

PAIXÃO DE CRISTO


SEXTA FEIRA DA PAIXÃO.

Porque foi subindo como renovo perante Ele, e como raiz de uma terra seca; não tinha parecer nem formosura; e, olhando nós para Ele, nenhuma beleza víamos, para que o desejássemos. Era desprezado e o mais indigno entre os homens, homem de dores, experimentado nos trabalhos e, como um de quem os homens escondiam o rosto, era desprezado, e não fizemos dele caso algum. Verdadeiramente, Ele tomou sobre sí as nossas enfermidades e as nossas dores levou sobre si; e nós o reputamos por aflito, ferido de Deus e oprimido.

Mas Ele foi ferido pelas nossas transgressões e moído pelas nossas iniquidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre Ele, e, pelas suas pisaduras, fomos sarados. Todos nós andamos desgarrados como ovelhas; cada um se desviava pelo seu caminho, mas o Senhor fez cair sobre Ele a iniquidade de nós todos. Ele foi oprimido, mas não abriu a boca; como um cordeiro, foi levado ao matadouro e, como a ovelha muda perante os seus tosquiadores, Ele não abriu a boca. Da opressão e do juizo foi tirado; e quem contará o tempo da sua vida?

Porquanto foi cortado da terra dos viventes e pela transgressão do meu povo foi Ele atingido. E puseram a sua sepultura com os ímpios e com o rico, na sua morte; porquanto nunca fez injustiça, nem houve engano em sua boca. Todavia, ao Senhor agradou o moê-lo, fazendo-o enfermar; quando a sua alma se puser por expiação do pecado, verá a sua posteridade, prolongará os dias, e o bom prazer do Senhor prosperará na sua mão. O trabalho da sua alma Ele verá e ficará satisfeito; com o seu conhecimento, o meu servo, o justo, justificará a muitos, porque as iniquidades deles levará sobre sí.

(ISAIAS 53.2-11)

AS SETE PALAVRAS DE JESUS CRISTO NA CRUZ


Primeira palavra: "Pai, perdoai-os porque eles não sabem o que fazem." (Lucas, 23.34). Esta primeira frase foi dita em forma de prece para que Deus perdoasse a ignorância daqueles que o crucificavam: os soldados romanos e a multidão que o acusava. Esta prece reflete e confirma uma exortação anterior de Jesus, quando instava a seus seguidores que amassem e perdoassem seus inimigos (Mateus 5.44). Alguns manuscritos antigos omitem a menção àquela frase.

Segunda palavra: "Em verdade eu te digo que hoje estarás comigo no Paraíso." (Lucas 23.43). No momento em que Jesus é crucificado, dois ladrões também são, e suas cruzes se erguem ladeando a de Jesus. O ladrão à sua direita reconhece sua inocência, e pede que seja lembrado quando Jesus entrar em seu Reino, e Jesus lhe responde daquela forma. A versão original nos manuscritos gregos não traz pontuação, permitindo alguma confusão de sentidos pelo possível deslocamento da prosódia, gerando a alternativa "Em verdade, eu te digo (que) hoje, estarás comigo no Paraíso".

Terceira palavra: "Mulher, eis aí teu filho; olha aí a tua mãe." (João 19.26-27). Jesus, do alto da cruz, contempla os poucos amigos que o seguiram até o Calvário, e com aquelas palavras confia seu discípulo (cujo nome não é citado, mas crê-se que seja João) aos cuidados de sua mãe Maria, e ela a ele.

Quarta palavra: "Eli, Eli, lama sabachthani? (Deus, meu Deus, por que me abandonaste?)" (Mateus 27.46 e Marcos 15.34). Esta frase é uma que se destaca no conjunto, por ter sido a única registrada tanto por Marcos como por Mateus, e por ter sido transmitida a nós em uma outra linguagem, o aramaico. Expressa o sentimento de total abandono experimentado por Jesus em seu sacrifício e a necessidade de enfrentar a agonia sem qualquer valimento, nem mesmo o divino, a fim de cumprir seu desígnio e realizar sua obra de salvação.

Quinta palavra: "Tenho sede". (João 19.28) Aqui fica patente à natureza humana de Jesus, não era uma reclamação ou um pedido, mas uma afirmação clara de que Ele era de carne osso, tinha fome e sede como todos os humanos. E é por isso que Ele se compadece nós, pois Ele conhece todas as nossas dores (Hebreus 4.15 e 15).

Sexta palavra: "Está consumado" (João 19.30) Jesus declara que tudo o que devia ser feito foi cumprido, e é interpretada como um sinal de que a obra de salvação se tornará eficaz por intermédio de seu sacrifício em prol de todos os homens.

Sétima palavra: "Pai, em tuas mãos entrego meu espírito". (Lucas 23. 46). Terminada sua agonia, Jesus se abandona aos cuidados de seu Pai e, assim fazendo, expira.